IJUI NEWS - Remédios estarã 10,89% mais caros a partir de amanhã (1º/4)
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
Inova topoInova topo
rad E

Remédios estarã 10,89% mais caros a partir de amanhã (1º/4)

O reajuste ainda precisa ser oficializado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED).

Matéria Publicada em: 31/03/2022
Imagem ilustrativa | Agência Brasil.

Acesse o site do Palmero Veículos AQUI

______________________________________

Os preços dos medicamentos devem ser reajustados em 10,89%, a partir desta sexta-feira (1º/4), segundo informou o Sindusfarma (Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos). Esse percentual de reajuste é um valor máximo que pode ser aplicado pelos fabricantes.

O índice leva em conta a inflação e o fator Y, divulgado na terça-feira (29/3) pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), que calcula os custos de produção não captados pelo IPCA, como variação cambial, tarifas de eletricidade e variação de preços de insumos.

O reajuste ainda precisa ser autorizado pelo governo federal, mas o Sindusfarma destaca que, pela lei, a recomposição anual de preços poderá ser aplicada a partir desta quinta-feira (31), "em cerca de 13 mil apresentações de medicamentos disponíveis no mercado varejista brasileiro".

A entidade lembra, no entanto, que o reajuste não é automático e nem imediato, "pois a grande concorrência entre as empresas do setor regula os preços: medicamentos com o mesmo princípio ativo e para a mesma classe terapêutica (doença) são oferecidos no país por vários fabricantes e em milhares de pontos de venda", afirmou em nota o sindicato.

Por meio do CMED, órgão vinculado à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o governo controla o reajuste de preços de medicamentos periodicamente – estabelecendo o aumento máximo que esses produtos podem atingir no mercado brasileiro.

Brito lateral 2020