IJUI NEWS - Após invasões, Lula decreta intervenção federal no Governo do Distrito Federal
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
CFC MasterCFC Master
Seiko eee

Após invasões, Lula decreta intervenção federal no Governo do Distrito Federal

Manifestantes invadiram as sedes dos Três Poderes em Brasília, neste domingo (8), e políticos pediram intervenção federal.

Matéria Publicada em: 08/01/2023
Poderes foram invadidos por manifestantes contrários à eleição de Lula. Foto: Twitter/Reprodução.

Acesse o site do Palmero Veículos AQUI
_____________________________________

Após as invasões nas sedes dos Três Poderes em Brasília, na tarde deste domingo (8/1), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) editou um decreto para intervenção federal no Governo do Distrito Federal até o dia 31 de janeiro.

O objetivo da intervenção é "pôr termo a grave comprometimento da ordem pública" no Estado no Distrito Federal, marcada por atos de violência e invasão de prédios públicos. A medida será coordenada pelo interventor Ricardo Garcia Capelli, atual secretário-executivo do Ministério da Justiça.

De acordo com o decreto, o interventor fica subordinado ao presidente da República e não está sujeito às normas distritais que conflitarem com as medidas necessárias à execução da intervenção. Em pronunciamento, Lula afirmou que houve "falta de segurança" e que as pessoas autoras dos crimes serão "encontradas" e "punidas". 

"Esses vândalos, que podemos chamar de fascistas, fanáticos fizeram o que nunca foi feito na história desse país", disse o presidente. "Não tem precedente na história do nosso país. Essa gente terá que ser punida. Vamos descobrir os financiamentos desses vândalos que foram a Brasília. Vamos descobrir todos eles e pagarão com a força da lei esse gesto de irresponsabilidade", completou.

Manifestantes que não aceitam a vitória de Lula nas eleições de 2022 furaram bloqueio da Polícia Militar do Distrito Federal e invadiram, na tarde deste domingo (8/1), os prédios do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal, em Brasília.

Fonte: R7

Brito lateral 2020