IJUI NEWS - ‘Verão Laranja’ conscientiza população a prevenir o Câncer de pele
Min: 15º
Max: 26º
Predomínio de Sol
logo ijui news
EquipomedEquipomed
Britinho lateral esq

‘Verão Laranja’ conscientiza população a prevenir o Câncer de pele

Por Aapecan

Matéria Publicada em: 18/01/2024
Aapecan.com.br

No dia a dia, o sol é uma fonte fundamental de energia e bem-estar. A luz intensa proporciona a vitamina D, essencial para a saúde e o equilíbrio do sistema imunológico, além de desempenhar um papel importante na melhoria do estado emocional das pessoas. Entretanto, como em muitos aspectos da vida, o equilíbrio é a chave, e a exposição solar em excesso também provoca consequências para a saúde.

A campanha “Verão Laranja: não espere até sentir na pele”, promovida pelas 15 Unidades da Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan) alerta a população sobre as formas de prevenção ao Câncer de pele, especialmente para aqueles que desejam aproveitar o sol de maneira consciente e responsável, mas também para os trabalhadores – muitas vezes rurais – que desempenham as tarefas diárias expostos ao sol.

Durante o mês, a Aapecan promove atividades de conscientização à população sobre as formas de prevenção ao Câncer de pele, como palestras informativas, rodas de conversas e blitz informativas. Empresas e instituições podem entrar em contato com a instituição para agendamentos.

Tipos de Cânceres

De acordo com o Ministério da Saúde, o Câncer de pele ainda é o tipo da doença mais frequente no Brasil, podendo ser classificado como melanoma (mais raro e grave) e o não melanoma (mais frequente e menos grave), evidenciando a importância do diagnóstico precoce para o aumento das chances de cura e tratamentos menos invasivos.

Em entrevista para a Aapecan, o Dr. Carlos Roberto Felin, médico oncologista e Pós-doutor em Bioquímica Toxicológica, explica que o Câncer de pele melanoma é mais agressivo, pois pode se disseminar mais fácil para outros órgãos, como fígado, pulmão, ossos, entre outros.

Já o Câncer de pele não melanoma ainda é o tipo mais comum entre os brasileiros, totalizando 31,3% de casos, segundo a pesquisa Incidência de Câncer no Brasil 2023 do Instituto Nacional de Câncer (INCA). O Câncer de pele não melanoma apresenta tumores de diferentes tipos. Os mais frequentes são o carcinoma basocelular (o mais comum e o menos agressivo) e o carcinoma epidermoide: “Todos os tipos têm influência da exposição à radiação ultravioleta, presentes nos raios solares e utilizado em unidades de bronzeamento artificial”, explica Dr. Felin.

Fatores de risco

Em um país como o Brasil, onde a exposição solar é constante ao longo do ano, falar sobre a prevenção ao Câncer de pele é essencial para alertar a população sobre os principais fatores de risco. Pessoas de pele clara, cabelos loiros ou ruivos e olhos claros são mais vulneráveis, uma vez que apresentam uma predisposição genética a doença.

Ainda, a dificuldade em se bronzear facilmente é um indicativo dessa sensibilidade, destacando a importância da compreensão dos fatores genéticos associados ao desenvolvimento da doença. O médio oncologista pontua que em um país marcado pela diversidade racial, observa-se que as raízes de origens italianas e alemãs podem influenciar na predisposição a doença, assim como o albinismo e pessoas transplantadas (que tomam medicação).

Além da genética, a profissão e o estilo de vida de cada pessoa influenciam nas probabilidades de desenvolver a doença. Pessoas que trabalham sob a intensidade do sol, especialmente nas atividades agrícolas, estão em maior vulnerabilidade.

Formas de prevenção

A médica oncologista Lauren Razzera Stefanon comenta que a principal forma de prevenção ao Câncer de pele é a proteção da exposição solar, conforme orientações da Sociedade Brasileira de Dermatologia, sendo:

- Protetor Solar: Use protetor solar diariamente, mesmo em dias nublados. Escolha um protetor solar com amplo espectro (UVA e UVB) e um fator de proteção solar (FPS) adequado para o seu tipo de pele; - Roupas adequadas: Use roupas de manga longa, calças compridas, chapéus de abas largas para proteger a pele contra a exposição direta ao sol, além do uso de óculos de sol; - Evite a exposição prolongada ao sol: especialmente durante o período entre as 10h às 16h, quando os raios UV são mais intensos; - Autoexame da pele: Faça regularmente a verificação da pele para detectar quaisquer mudanças, como novas pintas, alterações no tamanho, forma ou cor de pintas existentes, ou qualquer lesão que pareça suspeita; - Consulte um dermatologista se notar qualquer alteração na pele; - Alimentação Saudável: mantenha uma dieta equilibrada e rica em vitaminas;

Contato

Mais informações sobre os agendamentos para atividades da campanha estão disponíveis em contato com a Aapecan pelo WhatsApp (55) 9.9.8153-0123 ou pelo site aapecan.com.br.

rad d